TENDÊNCIAS

Todo o tempo, os avanços da tecnologia trazem novos e complexos desafios rumo à transformação digital. Acompanhar as tendências se tornou uma dinâmica obrigatória para quem precisa melhorar a competividade dos negócios, reduzir custos e melhorar a produtividade. Mas em meio a tanta novidade, como saber no que realmente apostar em 2021?
Como o próximo ano traz consigo grandes promessas de mudanças, -impulsionadas principalmente pela tecnologia 5G, Internet das Coisas e Inteligência Artificial -, o conhecimento de todo o ciclo da inovação será essencial para balizar tanto a geração de oportunidades quando de riscos em relação à adaptação da chamada convergência.
 A inovação não é mais essencial apenas para otimizar a operação, mas também para transformar, gerar novo valor e habilitar as empresas a se reinventar e sobreviver à destruição e redesenho dos mercados.
Saber se adaptar e inovar são características que algumas empresas precisam desenvolver em todos os momentos, porém,  durante os períodos mais agudos de crise, como a provocada pela pandemia, e que não tem data para acabar, tais competências se tornarão fundamentais para determinar o sucesso ou o fracasso de muitas organizações.  
Por isso, a recomendação é se preparar para o que der e vier, porque com ou sem pandemia, a tão aguardada tecnologia 5G, a próxima geração de telefonia móvel, vai provocar mudanças profundas no mercado. Seu potencial de crescimento no volume de dados e negócios exigirá das empresas uma capacidade ainda maior de coletar, tratar e tomar decisões a partir dos dados.
O acesso ao meio online deixa de ser exclusividade de equipamentos eletrônicos, de telecomunicação e de informática, abrindo uma janela de oportunidades para as empresas venderem mais e se posicionarem melhor na internet. Graças a melhor conectividade oferecida, haverá um arsenal de dispositivos interligado à web, tornando qualquer objeto uma plataforma para marketing, com amplo uso de realidade virtual.

Já é uma realidade, bastante usada para a execução de diversos processos, facilitando a vida quando se pensa em um grande volume de trabalho. A expectativa é que o seu uso aumente ainda mais, em diversas áreas da tecnologia da informação. Pequenas, médias e grandes empresas, estão adotando-a em muitos processos, principalmente na segurança e na coleta de dados, o que ajuda a proteger melhor a rede do negócio e as empresas tomarem decisões com bastante embasamento e análise.
Assim como a inteligência artificial, já existe e faz parte do cotidiano de muita gente. Uma das mais famosas demonstrações dessa tecnologia é o código QR, que pode ser escaneado pela câmera do celular e direcionar o usuário para um site ou imagem, entre outros. A tendência é que esse uso aumente ainda mais. Muitas empresas já estão testando e muitas outras utilizarão para fins comerciais.
Não sendo propriamente uma tecnologia, mas uma metodologia, acelera a entrega de dados, garantindo a qualidade e a acuracidade das informações. Ela segue os princípios da DevOps, porém aplicadas em times de Big Data e consegue unificar fluxos de trabalho relacionados a análise de dados e pode significar considerável crescimento na capacidade de equipes extraírem valores de suas bases de dados. Além disso, também ajuda a diminuir os processos manuais que resultam na queda de produtividade.  
Sendo uma tecnologia que permite o desenvolvimento de um sistema operacional totalmente virtual, com os contêineres em nuvem ou cloud container não precisa de muito espaço de armazenamento e é possível executar e instalar aplicativos distribuídos em diferentes lugares. Permitem, assim, a criação de soluções escaláveis, com os benefícios da computação em nuvem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *