SOCIAL COMMERCE – 23.07.2021

Segundo levantamento ‘Social Commerce’, realizada pela All iN | Social Miner, 74% dos brasileiros usam redes sociais para fazer compras, por isso, cada vez mais o comércio digital tem se reinventado para alcançar o maior número de usuários e aumentar suas vendas. Com o crescimento de 75% no setor de e-commerce desde o começo da pandemia, de acordo com levantamento da Mastercard SpendingPulse, as empresas precisaram se reestruturar para continuar vivas e as redes sociais vieram como uma das soluções para esse problema.

“Ter um e-commerce e estar presente nas redes sociais mais consumidas pelos seus clientes é uma das maiores e melhores jogadas de marketing como continuar e aumentar suas vendas”, comenta Babi Tonhela, sócia e diretora de produtos do Ecommerce na Prática , maior escola de negócios digitais do Brasil, traz dicas para os empreendedores.

Com as últimas novidades apresentadas pelo diretor do Instagram, a rede pode se tornar um espaço ainda mais visual. Ou seja, por meio de vídeos, os empreendedores poderão apresentar seus produtos e serviços e garantir que os usuários tenham acesso àquele conteúdo. “O vídeo traz mais realidade para quem está assistindo, isso ajuda no convencimento para aquela venda”, comenta Babi.

Além disso, os usuários estão cada vez mais dispostos a experimentar novidades no mundo digital e empreendedores estão acompanhando esse movimento. Desde o começo da pandemia, houve um aumento de 70% nas transmissões virtuais, com isso as lives commerces tem chegado no Brasil com muita força. “A live commerce já é vista como tendência e pode revolucionar a indústria do varejo, além de mudar a forma de consumo das pessoas e aumentar o número de conversão, já que uma das maiores dificuldades do mercado online é apresentar o produto”, explica a diretora.

Como começar a praticar Social Commerce?

É necessário saber quais são as redes sociais que mais fazem sentido para o seu público-alvo e com isso, produzir conteúdo de acordo com eles. Para promover a live commerce, por exemplo, a empresa, não, necessariamente, precisa ser uma grande marca. “É importante planejar e pensar em estratégias que funcionam com os consumidores, datas e horários interessantes e não tornar a live uma rotina, já que os consumidores gostam de novidades. Oferecer peças exclusivas, descontos nos produtos, fretes grátis e entregas mais rápidas podem auxiliar a produzir uma live mais lucrativa e com maiores índices de conversão”, acrescenta Babi.

Como atrair o público para suas redes?

Use sua rede como vitrine dos seus produtos. Convide os seus clientes para acessá-las através de e-mails, pelo seu e-commerce e etc. Quando produzir a live, é importante que o apresentador seja convincente e que a marca utilize de gatilhos mentais para estimular aquela venda, como ‘o desconto é só hoje!’. Dessa forma, quem está assistindo, muito provavelmente, irá se convencer que precisa daquele produto ou serviço.

Como impulsionar as vendas?

Essa estratégia pode ser tão interessante para a marca, quanto para a loja, como para o consumidor. “Diversos consumidores têm o costume de comprar após assistir vídeos sobre o produto, portanto essa é uma forma de satisfazer essa necessidade do cliente. Além disso, ao acompanhar as redes, ele pode ficar mais tempo acessando o site da loja e assim escolhendo mais produtos. Por fim, as redes sociais servem como impulsionamento da empresa nas redes sociais”, finaliza Tonhela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *