PARTICIPAÇÃO DE MULHERES NO SETOR DE TECNOLOGIA – 24.09.2021

Embora ocupem, atualmente, apenas 20% das vagas na área tech, o público feminino vem ganhando espaço no setor a cada ano. Segundo dados do CAGED, o Brasil registrou um crescimento de 60% no número de mulheres trabalhando com tecnologia, saltando de 27,9 mil que atuavam na área em 2017, para mais de 44,5 mil em 2020. 

A mudança está acontecendo de forma lenta, mas já podemos vê-la. Iniciativas sociais têm ajudado muito neste processo, pois mesmo com a capacitação técnica, nós mulheres podemos enfrentar dificuldades para ingressar profissionalmente na área, pelo machismo enraizado neste meio, sendo preciso uma rede de apoio que colabore com a nossa inserção.

Se o crescimento continuar na mesma medida, o Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea) prevê que o total de trabalhadoras no setor pode superar o de homens nos próximos 10 anos. 

Mariel Reyes Milk, Fundadora e CEO da {reprograma} – startup social que tem como missão capacitar mulheres, preferencialmente negras, trans e travestis, em programação e conectá-las ao mercado de trabalho por meio de sua recém lançada plataforma de contratação – explica que o esforço para aumentar a participação feminina é feito em conjunto. “Enquanto surgem cada vez mais iniciativas que têm como objetivo empoderar e capacitar mulheres em programação, cresce o número de empresas que investem em projetos educacionais de TI exclusivos para mulheres, e que também têm se movimentado para gerar novas oportunidades para que elas possam ocupar suas cadeiras no mercado de trabalho”, comenta Reyes.

Visto por alguns como um movimento assustador, migrar de carreira pode ser fundamental em qualquer momento da vida. As razões para a troca costumam ser variadas, entretanto, decidir por uma profissão cedo demais, sem o tempo necessário para amadurecer a escolha, costuma ser o motivo mais frequente, e que atinge muitos jovens no Brasil. 

De acordo com o Linkedin, entre as 15 profissões em alta no país em 2020, sete possuem ligação direta com a área de  tecnologia da informação.. Por isso, é um dos setores mais visados no momento de uma mudança de carreira.

Nos últimos anos, muitas iniciativas surgiram para colaborar com a inclusão das mulheres no setor de tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *