NOTAS DA SEMANA-27-11-2020

LIVE GAV RS

A última live do ano será na próxima terça-feira (1) às 18h via plataforma online Zoom e é uma parceria do GAV RS com o Clube de Criação RS e Associação Riograndense de Propaganda.

O convidado da vez é Egon Barbosa, Diretor de Estratégia de Inovação para a Europa na The Coca-Cola Company diretamente de Bruxelas na Bélgica. “O futuro, hoje, só não inventa quem não quer. Relação entre estratégias inovadoras e tempos desafiadores”.

O gaúcho de Santa Maria, Egon atutou na indústria e no varejo de alimentos e bebidas, consultoria e docência. Passou por empresas como Rede Globo, RBS TV, Pizza Hut, Sebrae, Backstage Marketig até ingressas na Coca-Cola em 2000.

Link para acessar a live:

https://zoom.us/j/94012565027

PODCAST DA COLUNA DO NENÊ

A segunda temporada do Podcast da Coluna do Nenê já foi ao ar nessa quinta-feira (18) com o primeiro episódio que contou com a entrevista exclusiva de Marcelo Pacheco, Vice-Presidente de Mercado do Grupo RBS.

O próximo episódio conta com a presença de Fabiana Londero, Head de Marketing das Lojas Lebes.

BLACK FRIDAY

A Black Friday é uma nova data do mercado que se integra ao maio (MÃES) e ao dezembro (NATAL). Porém, a grande diferença é que essa data se consagrou pelos preços baixos,  barbadas verdadeiras e também pelos preços para cima (ENGANOSOS).

Agora ter “babacas” dando explicação em inglês e fazendo testes de audiência com um monte de puxa sacos que não enxergam, não acompanham que o país inteiro tá fazendo igual é muito triste. Por isso, a que não está se exibindo está fazendo a mais bem pensada estratégia. Podem contestar, podem mandar recadinhos, mas chega!

Ouçam o cara mais sensato e com conhecimento desse mercado e aproveitem

Apontem o celular!

VAPT VUPT

Não durou 7 semanas e o professor, consultor e doutor não está mais aqui.

LICITAÇÃO

Enquanto a licitação de abrigos está sob judice uma das empresas que estava na licitação se acha ganhadora e já colocou plano de vendas em São Paulo. Muito estranha essa atitude!

RECORD RS

No próximo Insights Grupo Record, o convidado é o Presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho.

Coutinho vai falar sobre a atuação do Banrisul na crise do Covid-19, a aceleração da transformação digital , Pix, open banking e perspectivas para a economia .

Segundo Carlos Toillier, Diretor Comercial da Record TV RS, que mediará o evento, “a entrevista vai trazer informações fundamentais para entendermos o contexto da economia no atual cenário e um olhar privilegiado para os negócios em 2021.”

O Insights do Grupo Record será transmitido no canal do Correio do Povo no youtube, próxima segunda, dia 30, às 17h.

MULTIPLAN

A partir do dia 23 de novembro, os shoppings da Multiplan no RS promovem a Maratona Black Friday: uma semana inteira de ofertas do Lápis Vermelho, o selo de ofertas da Multiplan, com descontos de até 70% nas categorias de eletroportáteis, beleza e cosméticos, roupas e acessórios, eletrônicos, decoração, cama e mesa.

Por meio do superapp Multi, o BarraShoppingSul e o ParkShopping Canoas vão oferecer uma seleção de ofertas para que o cliente possa planejar as compras antes de sair de casa ou adquirir pelo próprio aplicativo, com entrega em até 24 horas. O Multi também vai oferecer cupons de desconto para compras nas lojas físicas.

Com o posicionamento “A gente corre por você”, a campanha de Black Friday da Multiplan aposta em curadoria e comodidade para os consumidores: o Multi terá uma página especial que funcionará como um agregador das ofertas, facilitando a vida dos clientes e permitindo que pesquisem as melhores promoções a qualquer hora, de onde estiverem. Também será possível comprar diretamente no aplicativo e receber os produtos no mesmo dia, em um raio de até 10 km dos shoppings.

Para quem preferir fazer compras por drive thru, o Multi oferece ainda um canal de venda direta que facilita a experiência: ao clicar na opção “combine seu pedido diretamente com a loja”, o aplicativo leva o consumidor ao WhatsApp do lojista para escolher seus produtos e combinar a retirada. Esse canal, que agrega contatos de centenas de lojas, também está disponível nos sites dos shoppings.

No site liquidacaolapisvermelho.com.br será possível consultar promoções da Black Friday. As redes sociais do Lápis Vermelho (@lapisvermelho no Instagram e @LiquidacaoLapisVermelho no Facebook) também vão divulgar descontos especiais ao longo da semana. A Maratona Black Friday também será a oportunidade para o cliente ter cupons em dobro na campanha de Natal no BarraShoppingSul e no ParkShopping Canoas.  

Frete grátis 

Entre os dias 23 e 26 e 28 e 30 de novembro, uma categoria de produtos terá destaque a cada dia no aplicativo. Na landing page da campanha (paginas.meumulti.com.br/black-friday), onde já é possível se cadastrar para receber informações sobre a Maratona Black Friday, também será possível acompanhar as categorias selecionadas para cada dia. De segunda a quinta-feira, as entregas terão frete grátis.  Na sexta-feira, 27 de novembro, serão oferecidos cupons de desconto para serem usados em produtos e alimentação diretamente no shopping. 

Promoção de Natal do BarraShoppingSul

Quem fizer as compras de Natal no Barra pode participar de uma promoção especial. A cada R$ 300,00 gastos nas lojas participantes, o cliente ganha um número da sorte. As notas fiscais deverão ser cadastradas no aplicativo Multi. Todos os sábados, de 21 de novembro a 26 de dezembro, serão sorteados 65 vales-compras no valor de R$ 5 mil. Já no dia 09 de janeiro, serão sorteados 15 vales-compras no valor de R$ 5 mil e 3 vales-compras de R$ 100 mil. O regulamento e as lojas participantes podem ser conferidos no site barrashoppingsul.com.br.

Promoção de Natal do ParkShopping Canoas

Até o dia 30 de dezembro, o ParkShopping Canoas vai distribuir 83 vale-compras sendo 80 de R$ 5 mil e três de R$ 100 mil. A cada R$ 300 em compras nas lojas participantes, o cliente recebe um número da sorte após cadastrar as notas fiscais no aplicativo Multi. Nos dias 25 e 28 de novembro e 02, 09, 16 e 23 de dezembro ocorrem os sorteios. O regulamento da promoção pode ser conferido no site parkshoppingcanoas.com.br 

CHACOALHA

O “Chacoalha”, programa de debate ao vivo promovido pela FENAPRO (Federação Nacional das Agências de Propaganda), com o apoio dos SINAPROS (Sindicatos das Agências de Propaganda), recebeu nesta quarta-feira (25/11), em sua última edição de 2020, a publicitária e pesquisadora, Isabel Aquino, e o CEO da Zigon, Lucas Reis, para um debate importante sobre o tema diversidade dentro e fora da publicidade, com dados e insights interessantes sobre como o tema é abordados nos comerciais e como somos todos impactados por alguns estereótipos bastante prejudiciais ao inconsciente coletivo.

Daniel começou o programa falando sobre a importância do tema, tão presente na sociedade e na maneira do mercado atuar. Ressaltou a coincidência do tema discutido pelo Chacoalha com o lamentável episódio do Carrefour em Porto Alegre (RS), ocorrido dias antes, informando que o tema já havia sido escolhido antes deste episódio, o que ajuda a reforçar a necessidade de consciência das marcas sobre o assunto.

Isabel, coordenadora desde 2017 da pesquisa “Todxs”, estudo da Heads Propaganda com a ONU Mulheres Brasil, trouxe dados que comprovam que a publicidade brasileira ainda reforça o racismo, a discriminação e o preconceito, de forma inconsciente. Os últimos dados de 2019, de cerca de 2.999 comerciais e 846 posts do Facebook, mostraram que, dos protagonistas destes comerciais, 18% são produtos, 27% homens, 36% mulheres, 18% ambos e 1% a sociedade. Dos 27% homens, 73% são protagonistas brancos, 22% negros e 5% de várias etnias. Das 36% mulheres, 70% são protagonistas brancas, 17% negras, e 13% de várias etnias.

“Quanto mais pessoas num comercial, mais aparece a diversidade, mas quando o protagonismo é de uma única pessoa, a preferência é por pessoa branca”, relatou. Isabel informou que, embora o protagonismo negro na propaganda tenha aumentado, ainda está muito longe de alcançar a metade igualitária, que seria o patamar de 50%. “Os números demonstram que a publicidade brasileira continua racista. Não tem comercial com ofensa diretamente ao negro ou outras etnias, mas a raça não é tornada visível, o que se configura em invisibilidade, e gera violência”.

Para ela, as marcas precisam estar atentas a isso e entender que é necessária uma mudança de mentalidade, especialmente por que as marcas ainda não entenderam que os consumidores preferem consumir produtos de empresas que se posicionam. “Por volta de 83% dos consumidores brasileiros preferem comprar de empresas que defendem propósitos alinhados aos seus valores de vida, evitando marcas que se mantêm neutras, segundo pesquisa da Accenture de 2019”, lembrou.

Um dos principais entraves para o aumento da diversidade na publicidade são os antigos estereótipos, usados há tantos anos, que se tornaram parte do inconsciente coletivo. Isabel apresentou diversos estereótipos e seus impactos. “Estamos todos cercados por estereótipos. É necessário praticar o exercício de enxergar os estereótipos no dia a dia, para se ter consciência de como somos impactados”, afirmou.

Através da pesquisa Todxs, ela demonstrou, por exemplo, o estereótipo de padrões de beleza mais utilizados na TV e no Facebook. “Se é mulher, o padrão é branca, magra, com curvas acentuadas e cabelo liso. Se é homem, é branco, forte, com músculos definidos. São padrões tão massificados e enraizados, que, mesmo com os esforços dos últimos anos em dar mais visibilidade à diversidade, é bastante difícil competir com a força destes padrões no mercado”.

A conclusão de Isabel foi de que o mercado teve evolução em diversidade nos últimos anos, mas estagnou. “O padrão de beleza não é desafiado pelas marcas. Há uma grande dificuldade em criar narrativas para raças além da branca e os negros só são protagonistas se dividem o espaço com outras etnias”, completou.

Já Lucas Reis, CEO da Zigon e criador da Black Adnetwork, primeira rede de mídia programática com 100% de publishers negros, trouxe ao debate informações sobre como as marcas se comportam quando algum caso como, por exemplo, o do Carrefour, cria comoção nas redes sociais. “Monitoramos mais de 100 grandes marcas no Instagram e notamos picos de posicionamento sobre racismo durante casos infelizes, como os assassinatos de George Floyd nos EUA e de Beto Freitas no Brasil.

Este episódio do Chacoalha pode ser assistido no Youtube da Fenapro .

O estudo está disponível neste link .

SENAC EAD

O técnico em administração tem uma área abrangente de atuação que varia do setor empresarial até a gestão pública. Os segmentos que mais demandam profissionalmente são: varejo, consultoria, educação, startups, indústria, telecomunicações e administração pública.

A ampliação nas oportunidades profissionais cresceu alinhada às transformações digitais. Por isso, os interessados em investir na carreira precisam adquirir outras habilidades como conhecimento em informática, ações de marketing interno e externo e campanhas focadas nas redes sociais.

As informações foram elencadas pelo coordenador do curso Técnico em Administração do Senac EAD, Leonardo Ramos, que aponta alguns conhecimentos específicos na profissão. “Podemos citar softwares de gestão integrada, nos quais é possível ter acesso à “vida” da empresa. Desde o desempenho de vendas por cliente, passando pela performance em relação ao tempo de entrega de produtos, até o faturamento da empresa por dia/mês/ano”.

O docente destaca a importância do curso técnico para pessoas que ainda estão decidindo o futuro profissional. “Por ter o foco voltado mais à prática e ao desenvolvimento de competências, o técnico aproxima o profissional do mercado de trabalho. O perfil desejado pelas empresas é por trabalhadores que tenham o DNA do “fazer”. Ser resolutivo com os desafios que venham a surgir no dia a dia, trazendo ganhos às organizações”, esclarece.

Novas oportunidades

O setor de vendas também ampliou a demanda por profissionais com conhecimentos em administração e está investindo na contratação por entender que os conhecimentos técnicos contribuem positivamente na área comercial. “O estudante do curso técnico é capacitado para atuar no ambiente corporativo e ter domínio das ferramentas digitais que o mercado utiliza. Esse é justamente o perfil procurado por muitas organizações com a flexibilização nas restrições do comércio e o aumento das vendas decorrentes do período das festas de final de ano”, argumenta Leonardo.

Solicitamos ao docente do Senac EAD, algumas dicas de capacitação, essenciais aos estudantes e profissionais que atuam como técnicos administrativos. Confira as recomendações:

– Invista em cursos livres focados no comércio, como por exemplo: Estratégias de Negociação , Gestão de E-commerce e Marketing Digital . Essas opções estão disponíveis no portfólio do Senac EAD e proporcionam flexibilidade para os participantes que participam de algum curso regular, técnico ou de nível superior;

– É importante estar atualizado nos conhecimentos que tenham relação direta com a Administração, pois, permitirão um desenvolvimento maior do aluno na área de atuação desejada.

– As empresas estão em buscas de profissionais com aptidão ao segmento de vendas, pois, buscam aumentar o faturamento e a eficiência na gestão. Por isso, todos os cursos com essa temática agregam conhecimento e podem ser um diferencial nos processos seletivos.

A fim de atender a demandas dos estudantes e a agilidade do mercado de trabalho, o Senac EAD reduziu o tempo do curso de 17 para 13 meses. Dessa forma é possível planejar o período de estudo e concluir a qualificação em menor tempo.

TEATRO FEEVALE

Faltando menos de um ano para completar o seu 10º aniversário, o Teatro Feevale terá gestão da Aspeur/Feevale, por meio de sistema de locação. A medida foi anunciada pelo presidente da Associação Pró-Ensino Superior em Novo Hamburgo (Aspeur), mantenedora da Universidade Feevale, Roberto Cardoso. Na coordenação do espaço estará a jornalista e gestora cultural Patricia Scossi, que há mais de 20 anos atua em produções culturais e educativas no Rio Grande do Sul e que esteve à frente do Teatro por oito anos, quando a gestão era da Opus Entretenimento.   
“O Teatro Feevale foi criado para atender às demandas acadêmicas, mas, também, para proporcionar um espaço para a promoção da cultura junto à comunidade, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da região” – afirma Cardoso – “Queremos democratizar ainda mais o acesso ao Teatro, que é reconhecido por artistas, produtores e comunidade, e dar continuidade à pauta de shows e eventos culturais, educacionais e corporativos”. Ele destaca, ainda, que o empreendimento é reconhecido nacional e internacionalmente por sua qualidade técnica, segurança e conforto.  
Próximos passos 
Patricia Scossi foi gerente de relacionamento do Teatro Feevale, tendo participado da finalização da obra e da implantação do espaço cultural. Antes disso, foi gerente do Cine Santander Cultural, em parceria com a Casa de Cinema de Porto Alegre. Também trabalhou na produção da Bienal do Mercosul e na gestão executiva do espaço Santander Cultural. Nos últimos meses, atuou como consultora de projetos culturais e como jornalista voluntária do projeto de inclusão Uma Sinfonia Diferente RS.  
Ligada à gerente de Operações Andressa Terra e ao superintendente executivo Roberto Sarquis Berte, os quais respondem diretamente ao presidente da Aspeur, Roberto Cardoso, Patricia é reconhecida por sua trajetória comunitária, com um olhar especial para as ações de desenvolvimento social, econômico e cultural do Vale do Sinos. 
“Estamos seguindo orientações das autoridades e adotando protocolos de segurança para o enfrentamento da Covid-19”, lembra a coordenadora ao justificar a suspensão temporária do funcionamento do Teatro Feevale durante esse período de pandemia. A abertura da pauta para novas locações para espetáculos e demais eventos está prevista para o segundo semestre de 2021, caso seja permitida a realização de eventos presenciais, adotando todas as normas de segurança.
Patricia ressalta que o Teatro Feevale recebe uma média de 115 mil pessoas a cada ano, em atividades que envolvem, diretamente, cerca de 1.500 profissionais e parceiros. “O Teatro é palco da comunidade e para a comunidade. Já tem seu lugar no coração do público e dos artistas. Seguiremos atuando com uma pauta diversificada, atendendo aos mais diversos públicos, mas, principalmente, desenvolvendo a cultura da nossa região”, conclui.  

SBT GAMES

O SBT Games, plataforma gamer do SBT, firmou uma parceria com o jogo PLAYER UNKNOWN’S BATTLEGROUND MOBILE (PUBG MOBILE) para realizar uma série de ações exclusivas na TV e canais digitais – Twitch, YouTube, Facebook e Instagram.

A estreia do projeto será no dia 29 de novembro durante a exibição do programa Domingo Legal, no mesmo dia, e trará o apresentador Celso Portiolli mostrará uma surpresa relacionada ao jogo.

PUBG MOBILE é a versão para celulares (Android e iPhone) do famoso jogo eletrônico multiplayer do gênero Battle Royale PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG).  Na mais recente atualização, o jogo reduziu o tamanho do arquivo para download, por consequência, as especificações necessárias para o jogo funcionar em dispositivos Android. Com o tamanho 70% menor, o desempenho do jogo foi otimizado sem perder a qualidade, principalmente em celulares com configurações mais baixas, porém mantendo a mesma experiência de jogo.

Criação conjunta entre a Level Up! Games, Agência NES, SBT Games e SBT Solutions, a parceria traz uma série de ações, incluindo uma gameplay exclusiva do jogo no canal do YouTube do apresentador Celso Portiolli, conteúdos exclusivos do PUBG MOBILE sintonizados nos canais da plataforma SBT Games; ações de branded content durante as lives na Twitch; além de vídeos especiais no YouTube. A audiência gamer ainda será premiada com skins gratuitas ingame do jogo ao acompanharem todas as ações. 

Sendo a primeira emissora de TV aberta a ter um canal na Twitch, o SBT  criou o SBT Games em setembro de 2019, para ser uma plataforma destinada a falar com o público gamer por meio de notícias, conteúdos e quadros exclusivos ligados ao game entertainment, com distribuição multiplataforma.

Os jogadores do PUBG MOBILE podem aproveitar o Midas Buy, canal oficial de compra de Unknown Cash (UC) e os Passes de Temporada. O Midas Buy traz um bônus de UC em qualquer compra e aceita diversas formas de pagamento como boleto, cartão de crédito, débito e transferência bancária. A segurança é garantida pelo Hype Games, serviço da Level Up.

BLACK FRIDAY(2)

A Black Friday 2020 que acontece no dia 27 de novembro, a data é uma das mais aguardadas pelo consumidor por conta das grandes promoções prometidas pelos comerciantes e, desde já, as lojas começam a oferecer descontos e promoções atrativas. Mas com a pandemia do coronavírus, o comportamento do consumidor pode sofrer mudanças com relação ao ano anterior, principalmente comparado as vendas online.

Segundo pesquisa realizada pela NZN Intelligence, durante a Black Friday de 2019, 47,2% dos usuários compraram algum produto nesse período, contra a 52,8% não compraram nada. Destes, 83,5% compraram em lojas online e apenas 16,5% em lojas físicas. Ainda segundo a pesquisa, neste ano, 54,1% pretendem comprar em e-commerce, 40% presenciais e 5,9% não vão comprar nada. Nos anos anteriores, entre os fatores decisivos para o usuário realizar a compra em sites foi de 59% por conta de preços, 26,78% por conta da praticidade e 8,88% pelo produto estar indisponível em lojas físicas.

Ainda assim, o consumo nas lojas físicas sempre foi muito forte e grande parte dos clientes ainda escolheriam estar presencialmente para realizar a compra. De acordo com a pesquisa, 36,84% prefeririam ver o produto pessoalmente, 23,31% por conta dos valores, 11,28% não tinham confiança na loja online ou não encontrava o produto no e-commerce.

Há alguns anos que a Black Friday vem ganhando cada vez mais forças entre o consumidor brasileiro, isso porque nem todos eram adeptos as liquidações de novembro. Dados da pesquisa apontam que 57% dos usuários que nunca haviam adquirido algum produto em uma Black Friday, devem comprar este ano e, exclusivamente, em sites por conta da pandemia. Nas edições anteriores, 83,2% que compraram algum produto, o fizeram em lojas online. Neste ano, o número de pessoas que pretendem optar por e-commerce sobe para 90,11%. Dos usuários que compraram em lojas físicas anteriormente, 64,9% optaram pelo site neste ano, atribuíram à pandemia como principal fator por escolherem o digital.

“Um dado interessante é que imaginávamos que a porcentagem de pessoas que nunca encontraram promoções atrativas como principal motivo para não comprarem algum produto na Black Friday fosse menor que comparado a de pessoas que devem economizar por conta da pandemia. Mas a realidade não é assim. Mais de 23% não encontram boas promoções contra 22% que vão economizar por conta da pandemia. A diferença é tão pequena mas extremamente importante para entendermos o comportamento do consumidor”, explica Tayara Simões, diretora de marketing e vendas.

Liderando a lista entre os produtos mais buscados estão os eletrônicos, como equipamentos para games, smartwatch, notebook e celulares. Seguindo por roupas, livros, TVs, eletrodomésticos, etc.

Vale ressaltar também como é a força da internet em datas sazonais. As redes sociais, por exemplo, continuam como tendência de busca por ofertas para a Black Friday, 33,20% dos usuários gostariam de acompanhar as ofertas nas redes sociais, 13,64% com o formato em vídeo, 11,73% em blogs e 8,23% em lives.

A fim de compreender o que muda nos hábitos de consumo dos brasileiros conforme os segmentos da economia e entender o que já virou tendência em suas rotinas, a NZN desenvolveu um hub de dados para marcas e anunciantes acompanharem os principais números ligados a mudança de hábito dos brasileiros em seus setores. Também é possível que a marca faça levantamentos personalizados com o tema de interesse.

Tayara conta que a motivação para a construção do Hub Intelligence partiu do objetivo da empresa de trazer dados e informações relevantes para que marcas tenham ainda mais insumos para direcionar seus esforços de comunicação digital e suas campanhas.

Para ter acesso aos levantamentos e solicitiar um estudo personalizado, acesse: https://artigos.nzn.io/habi tos-de-compra-na-pandemia

ADLUDIO

O Brasil tem mais de um celular por habitante, mais de 70% de pessoas conectadas na internet e é o quinto mercado em tempo diário de uso de aparelhos mobile. Mesmo com esses dados expressivos, o grande potencial de experiências em anúncios no segmento ainda não é explorado por aqui. Dentro desse cenário, o país é a nova aposta da Adludio, uma startup londrina de tecnologia com foco em Sensory Mobile Advertising. À frente da operação brasileira estão dois gaúchos: Jonathan Tessaro, Head de Operações, e Margarida Galafassi, Business Development.

Mas o que é o Sensory Mobile Advertising? Combinando tecnologia própria, criatividade e dados, a Adludio cria anúncios interativos e sensoriais para experiências intuitivas nos dispositivos móveis.  A solução criativa, utiliza as propriedades multi sensoriais disponíveis nos smartphones e tablets. Os anúncios são distribuídos baseados no engajamento voluntário, envolvendo a audiência desejada através de uma experiência imersiva e participativa com a marca. 

As estratégias de mídia, com anúncios expostos via programática, permitem uma assertividade na segmentação da audiência a ser impactada. Esta forma de levar as mensagens aos públicos das marcas provocam uma reflexão sobre as métricas da publicidade digital uma vez que se trata de qualificação e garantia de visibilidade via engajamento com o anúncio e não apenas quantidade de impressões.

O formato da solução é o que torna a proposta da Adludio única. Os usuários são convidados a participar por livre e espontânea vontade, que assegura que o budget seja gasto somente quando uma pessoa real e relevante para o cliente opta por iniciar a experiência. Os princípios não intrusivos resultam em mensagens bem recebidas, seguidas de interesse e ação, com taxas de engajamento de 10% a 15% maiores que uma peça publicitária digital estática. 

Acreditando na força da criatividade e do apelo de interação, a moeda de remuneração da startup é o engajamento. Ou seja, o cliente paga apenas quando o usuário interagir com o anúncio. O formato garante 100% de visibilidade, potencializa as verbas das marcas e assegura a prevenção contra a fraude, pois robôs não conseguem fazer este tipo interação.

A expectativa para a entrada da Adludio no Brasil é positiva e a proposta da publicidade sensorial tem despertado a atenção do mercado nacional. “Estamos apresentando a empresa para marcas e agências, tendo em vista que o produto é inovador. As pessoas se mostram surpresas pela possibilidade de interação com os anúncios, bem como pela qualidade estética, a segmentação assertiva da audiência e otimização dos resultados via dados”, explicam a dupla.

APPCAST

O que era tendência se transformou em realidade acelerada por causa da pandemia causada pelo Coronavírus. Novas tecnologias, home office e equipes (mais) ágeis foram algumas “novidades” que vieram junto com a covid-19. E entre as agências de propaganda? Como será o mercado pós-pandemia? Os modelos de negócios serão revisados? Tema: Conversa com os CEOs: as agências de propaganda e novo cenário pós-pandemia. Convidados: Luciana Rodrigues – CEO – Grey Brasil Filipe Bartholomeu – CEO – Almap BBDO João Livi – CEO – Talent Marcel Apresentação: Alexandre Luppi APPCasters: Silvio Soledade, Zé Maurício e Adão Casares Produção, montagem e distribuição: Equipe Compasso Coolab

https://open.spotify.com/episode/5CU3DivBi68htxfc67OPqj?si=I20eCJgOQsaV0KnmKeR-qw

VÍDEO

Os brasileiros gostam de vídeo: na TV, no cinema, nas redes sociais e, também, no streaming. Com as aceleradas mudanças de comportamentos instigadas pelo isolamento social, os brasileiros passaram a adotar melhor a tecnologia no dia-a-dia, tornando o nosso mercado ainda mais favorável para a batalha dos streamings. E para disputar a atenção (e o bolso) do consumidor, é preciso entender como ele consome mídia. A Kantar acaba de lançar a edição 2021 do estudo Tendências e Previsões de Mídia, que traz insights de especialistas sobre quais comportamentos do público e dinâmicas de indústria vieram para ficar.

Fidelizar para ganhar

Em 2021, os comportamentos das audiências serão ainda mais complexos e difíceis de decifrar. Segundo o The Streaming Guide, estudo Kantar IBOPE Media, 98% dos usuários de internet consomem algum tipo de conteúdo via streaming de áudio ou vídeo e 73% afirmam que o consumo de streaming de vídeo (pago ou gratuito) aumentou após o início da atual crise. Neste ano, o número de assinantes destes serviços atingiu 36%, contra 29% no ano anterior. O cenário promissor, também, traz desafios: o de fidelizar o público.

“As opções de entretenimento se tornaram mais indoor e as pessoas passaram a experimentar mais com o digital, com um consumo expressivo de TV online, vídeo sob demanda e streaming. A chegada de novos players, como a Pluto TV e a Disney+, aquecem o mercado nacional já em alta com o sucesso da Netflix, Globoplay, Prime Video, entre outros”, comenta Adriana Favaro, Diretora de Negócios da Kantar IBOPE Media no Brasil. “Mas tem um ponto, quantas plataformas posso assinar? Uma das tendências apontadas no nosso relatório é o ‘assinante-bumerangue’, que enxerga as plataformas como intercambiáveis, migrando entre serviços sob demanda e serviços de streaming, elevando a batalha a outros níveis”, explica.

De acordo com o Tendências e Previsões de Mídia, é cada vez mais comum o perfil de consumidor que navega entre plataformas e se vê, muitas vezes, diante da difícil decisão de aumentar o número de assinaturas ou de cancelar um serviço para contratar outro. Nos EUA nota-se um aumento no número de consumidores migrando de plataformas: no quarto trimestre de 2019 esse público representava 5%, já no terceiro trimestre de 2020 esse número cresceu 12%. Já o número de consumidores bumerangue, que entram e saem do mercado de streaming, aumentou de 9% no quarto trimestre de 2019 para 14% no terceiro trimestre deste ano.

“Essa tendência irá acelerar em 2021 com a consolidação de mais plataformas. Um caminho promissor para o sucesso são as parcerias entre os players do mercado. Estabelecer acordos de colaboração e investir em agregadores de conteúdo é uma das formas para reduzir a taxa de cancelamento de assinaturas, garantir fidelidade e ofertar conveniência para o consumidor. Esse movimento deve ser umas das prioridades para que o modelo de negócio de assinatura seja sustentável”, afirma Adriana.

A TV e o streaming lado a lado

A televisão teve níveis recordes de audiência em 2020 com as pessoas passando mais tempo em casa. Ao passo que a TV mostra seu potencial de público, as emissoras estão, também, ampliando suas ofertas de vídeos sob demanda e seguem expandindo e diversificando suas plataformas garantido conteúdo premium para o consumidor que quer escolher o quê assistir, quando e em que tela.

O Tendências e Previsões de Mídia aponta que a TV reforçou seu papel de unir as pessoas dentro de casa, principalmente durante o período de mais força do isolamento social, sendo a principal tela das residências. No Brasil a predominância dos acessos a conteúdo de vídeo é por meio da TV, seguido do smartphone e do computador. A Kantar IBOPE Media tem um painel de testes para medição crossmídia, em São Paulo, que faz parte do CMAM – Cross Media Audience Measurement – uma tecnologia que está em implementação no Brasil para detalhar o consumo de streaming e de TV. Nas primeiras avaliações, foram consideradas três plataformas: Netflix, Youtube e BVOD (plataformas digitais das emissoras). 58% dos brasileiros acessam o Netflix pela TV, 36% pelo celular e 5% pelo computador. Já o Youtube tem 66% dos seus acessos pelo celular, 18% pelo computador e 16% pela TV e as plataformas digitais das emissoras de TV seguem tendência similar do Netflix, 53% pela TV, 33% pelo celular e 13% por meio do computador.

“Nunca foi tão urgente entender a audiência quanto agora, neste cenário de múltiplas escolhas e intensificação da oferta. A medição em todas as telas e plataformas deve ser levada a sério para entender a flutuação da audiência. Com o aumento da concorrência, limitados pelo tempo e pelo bolso dos espectadores, todos os players precisam saber o valor de ter uma visão integrada da audiência”, afirma Adriana.

VAREJO

O varejo deve sinalizar melhora nos próximos meses, após período de queda devido a pandemia. Dados da Projeção de Vendas, do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo ( IBEVAR), revelam avanço de 3,02% em novembro, 3,50% para dezembro e 3,05% para janeiro, quando comparados com os mesmos períodos do ano passado. A projeção de outubro apontava uma retração de 11,64%.
Alguns segmentos indicam crescimento de até 25% entre novembro e janeiro, respectivamente, sendo eles: artigos farmacêuticos com 4,56%, 6,81% e 7,13%; hiper e supermercados com 8,28%, 10,05% e 13,64%; materiais de construção com 19,75%, 20,45% e 19,32%; tecidos, vestuário e calçados com 0,61%, 1,90% e 1,51%; e móveis e eletrodomésticos com 25,55%, 22,34% e 23,19%.
Algumas categorias ainda devem implicar em queda neste mesmo período. Dentre elas: livros, jornais, revistas e papelaria com -39,40%, -51,20% e -49,90%; equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação com -13,84%, -3,01% e -3,60%; veículos, motos, partes e peças: -15,61%, -11,49% e -18,38%; e combustíveis e lubrificantes: -9,91%, -9,42% e -8,94%, respectivamente.

LEIA MAIS

DESTAQUE: Kantar aponta tendências para mídia em 2021

ESPECIAL: Qual será o futuro do marketing pós-pandemia?

Tem OPINIÃO, CHARGE do talentoso Cado Bottega e ARTIGOS: de Aline Wolff, graduada em jornalismo, coach de comunicação e especialista em inteligência de marketing e imprensa; Cristovão Wanderley, Sócio-diretor da Stratlab e Especialista em Tecnologia e Dados; Helder Assis, gerente de Cyber Security e de privacidade de dados na ICTS Protiviti; Layla Vallias, especialista em Economia Prateada, cofundadora da Hype50+ e Janno; Yuri Sahione, advogado, sócio da área de Compliance, Penal Econômico e Investigações do Cescon Barrieu e do nosso articulista José Maurício Pires Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *