NOTAS DA SEMANA – 21.05.2021

ENTREVISTA PAULO FERNANDES

1.Quem é Paulo Fernandes?

Paulo Fernandes tem 64 anos e 40 de mercado ele teve dois casamentos, o primeiro com a Rita por 16 anos e agora com o Cláudio já a 18 anos e espero que para toda a vida.

Dessa união com o Claudio já tivemos 3 filhotes peludos, todos da raça Schnauzer, a atual é a Bibi.

Mas o que isso importa?

Qual a contribuição dessa informação para nosso mercado?

Minha intenção hoje, é deixar uma mensagem de acolhimento a todos os seres humanos classificados como minorias em nossa sociedade e mesmo no nosso mercado considerado “moderninho” por aí.

Começar essa conversa, dizendo que a primeira coisa e a mais importante de todas é cada um se aceitar como a natureza lhe fez, você não escolheu ser quem você é, você nasceu assim.

A segunda e não menos importante é descobrir que você não está sozinho e que muitos e muitos outros existem iguais a você e que aos poucos e naturalmente você vai conseguir ser aceito e respeitado pelo seu caráter, pela sua conduta, pela pessoa integra e profissional que você se tornou.

Diga obrigado, por favor, de bom dia a todos, sorria, ajude, seja justo, bem humorado, correto…

Essas são as coisas pelas quais você pode ser avaliado e nada além disso.

Gosto muito de dizer que “A Verdade nos Liberta”. E que alívio isso nos trás.

É simples assim, se não temos nada a esconder, somos livres para viver.

Um último ponto que me permito abordar é o seguinte, apesar de polêmico:

Na minha opinião, o preconceito não está no outro, ele está na verdade, dentro de nós.

Pode parecer estranho, mas eu tento explicar:

Se eu sou manco e me aceito manco, não vou me ofender se for chamado de manco… Tipo assim, me conta alguma coisa que eu não saiba sobre mim, entende?

E isso serve para tudo, vesgo, careca, negro, gordo….

Ok, se é assim que eu sou, vou me ofender por quê?

Lembro da reação especial que teve nosso jogador Daniel Alves no jogo entre Villa Real e Barcelona quando um torcedor jogou uma banana para ele, ele simplesmente pegou a banana descascou e comeu… (Ser chamado de macaco não o ofendeu, pois ele tem segurança de quem ele é e aceita sua cor e seu cabelo)

Então, a primeira e melhor lição de todas – Se Aceitar – depois aos poucos e com naturalidade sem precisar de nenhum pé na porta todos também irão te aceitar.

Mas e profissionalmente, será que isso pode pesar negativamente, como será sua vida no mercado de trabalho se você sair do armário?

Seria tolo dizer que não vamos enfrentar nenhum problema, mas temos que fazer A Escolha, entre sermos Verdadeiros ou talvez Infelizes e frustrados.

E gente infeliz e frustrada não produz tudo que poderia produzir.

Tim Cook novo presidente da Apple, é apenas o mais recente exemplo de um super executivo que assumiu sua homossexualidade.

Mesmo assim, a Revista Exame estima que ainda em torno de 60% dos LGBTs escondem sua orientação no trabalho.

O que posso relatar sobre a minha experiência, como posso ajudar?

Depois que assumi minha orientação perante o Mercado e a TV Globo, recebi prêmios e Indicações no Salão da ARP, fui promovido a Diretor de Contas e posteriormente a Diretor Comercial da Regional Sul.

Atualmente sou Diretor Comercial Nacional da Sinergy Novas Mídias.

Foi difícil…. Foi. Deu medo…. Deu. Valeu a Pena… Valeu a minha Vida!!!!!!

2.Tua experiência profissional se confunde com um empreendedor?

Eu gosto de brincar que quem já trabalhou 40 anos como CLT e que agora está trabalhando contratado como PJ, não tem nenhuma vocação para o empreendedorismo, correto?

Errado.

Penso que todas as conquistas e sucessos como empregado em todas as empresas pelas quais eu passei se deveram a eu me considerar “dono de cada uma delas”. Cuidar como somente um dono cuida, respeitar e honrar os acordos entra as empresas e o mercado como um dono faz, ser feliz com o crescimento da empresa e crescer junto como se fosse um acionista majoritário.

É assim, não sei ser diferente, me entrego de coração e razão, então talvez eu seja o empregado mais empreendedor que eu conheço.

3.O que mais te fascina naquilo que fazes?

Gente.

Quer coisa mais simples e mais complexa do que gente?

Gente me fascina e nosso mercado tão plural e tão cheio de pessoas de todas as idades e tipos de experiências e inquietudes e pluralidades….

Amo gente, o ser humano é um ser gregário e essa troca é que nos faz desenvolver melhorar e crescer.

Essa talvez seja minha maior dor durante essa pandemia…

4.Defina esse momento: Esperança ou Sonho?

Brasileiro Profissão Esperança, não é mesmo? Já nos disse Paulo Pontes.

Mas como não sonhar?

Então não foi o sonho de voar como os pássaros que fez Santos Dumont criar o primeiro avião, ou a primeira lâmpada elétrica acesa por Thomas Edison a mais de um século atrás…

Amigos o Mundo precisa de todos os seus sonhadores a imaginar mundos melhores e de muito trabalho para tornar esses sonhos em realidade.

Tenho muita Esperança nos Sonhos e na Força Incrível de Trabalho Mental e Físico de todos nós Brasileiros.

Juntos, unidos, com tolerância e aceitação construiremos um futuro melhor para nosso País e um mundo melhor para todos.

“Eu não sou o que aconteceu comigo, eu sou o que eu escolhi ser.” – Carl Jung

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE.
Continua anunciando, mas não chama as entidades para resolver o não pagamento de dezenas de fornecedores da campanha Iptu/Covid de 2020.

As medidas e prioridades são a saúde e a vida da população, mas a fome e a falta de dinheiro também mata.

As agências não chamam ou convocam os fornecedores que estão minguando.

O comunicado da ARP, ABAP/RS, SINAPRO RS, FENAPRO e mais a expressão legitima da ABAP BRASIL não sensibilizou em nenhum momento o poder executivo de Porto Alegre, que por incrível que pareça fez uma campanha  priorizando o bem estar das Empresas. ESQUECERAM!!!!!!

As ameaças de que esse colunista está marcado e será perseguido continuam, como se estivesse defendendo uma causa sem propósitos, falsa e mentirosa.

Estarei aqui sempre na defesa e no bem comum das empresas gaúchas que principalmente nesse momento vivem essa amargura sem fim.

RESFENOL

Já está no ar a campanha de Resfenol, tradicional medicamento que combate os principais sintomas de gripes e resfriados, da Kley Hertz Farmacêutica. A global Juliana Paes foi escolhida como a garota propaganda da campanha criada pela Paim Comunicação que fala da mudança de rotina na vida dos brasileiros nos últimos tempos. 

“Pensamos na Juliana por ser uma atriz reconhecida e carismática que inspira muitos brasileiros. Assim como ela, todos tiveram que se adaptar a este novo momento sem abrir mão do trabalho, de curtir a casa e a família. Como porta-voz da nossa campanha, a Juliana reforça a mensagem de que o Resfenol alivia os sintomas de gripes e resfriados, mantendo o bem-estar necessário para enfrentar a rotina do dia a dia”, comenta Karla Vilar, CMO da Kley Hertz.

A grande força de divulgação vai se concentrar no meio digital, com publicações nas redes sociais pelo Instagram e Facebook @resfenoloficial e pelo Youtube do laboratório Kley Hertz, com repercussão também no Instagram da atriz @julianapaes. A previsão é alcançar mais de 80 milhões de impactos e 10 milhões de views no vídeo da campanha. 

O filme foi produzido pela Movie Machine, com direção de Caio Abreia. Já as fotos foram assinadas pelo renomado Fernando Young. Toda produção aconteceu no Rio de Janeiro, seguindo os protocolos de segurança que este período de pandemia exige, e acompanhada remotamente pela agência e cliente, em Porto Alegre.

Este trabalho marca um momento muito especial da Kley Hertz, tradicional laboratório farmacêutico, que há 74 anos atua no mercado brasileiro e possui mais de 70 marcas disponíveis em 65 mil farmácias em todo o país.

A empresa, que é a 9ª maior indústria farmacêutica em medicamentos sem prescrição (MIP/OTC) do Brasil, vem crescendo de forma consistente nos últimos 10 anos e investindo no fortalecimento da sua marca.   

Veja o filme:https://www.youtube.com/watch?v=xOVrLRz4SiUif

Ficha Técnica:

Diretor de criação: Rodrigo Pinto
Criação: Cristina Carvalho, Marília Pozzobom, Filipe Paim, Gustavo Brigatti, Vinicius Marçal
Planejamento: Lucilene Cobalchini e Amanda Borsatti
Mídia: Simone Magon e Lucas Regio
Produtor agência / RTVC: Ana Paula Luce e Mário Seefeld
Atendimento agência: Lucia Xavier, Taysi Borraz e Rafaela Lima
Aprovação cliente: Karla Vilar, Caroline Amaral, Carolina Lütz, Julia Flores
Produtora do filme: Movie Machine 

Direção: Caio Abreia

Fotos Juliana Paes: Fernando Young

Foto Produto: Estúdio P

Stylist: Yan Acioli

APP

A Associação dos Profissionais de Propaganda (APP Brasil), entidade que apoia e estimula as atividades da comunicação e auxilia no aperfeiçoamento do profissional, está atuando efetivamente para expandir suas atividades em todo território nacional, com a recém-criada Diretoria Executiva Nacional. O projeto visa aumentar a representatividade da entidade em todo o país, agregando mais unidades em todo o Brasil, fortalecendo ainda mais o mercado da comunicação. As ações, estruturadas na nova diretoria, comandadas pelo atual presidente Silvio Soledade, e o diretor executivo Toni Valente, já expandiu as atividades da APP Brasil nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Goiás e Pará.

Para dar forma ao projeto, o presidente da entidade Silvio Soledade e o diretor executivo Toni Valente realizam, semanalmente, reuniões on-line com todas as regiões do país, ouvindo os líderes do mercado publicitário e identificando oportunidades para que todas as unidades da Rede APP possam compartilhar experiências, trocar conhecimento e replicar nacionalmente importantes ações locais.

“O crescimento da APP é essencial para alcançarmos a pluralidade na área de comunicação”, destaca Silvio Soledade, presidente da APP Brasil. “Nós priorizamos a interação, a competência e o engajamento do meio. A expansão das regionais mostra que a APP está ganhando corpo, relevância e, acima de tudo, pluralidade. Todas estão engajadas e unidas na mesma direção e fortalecendo ainda mais o mercado publicitário”.

O formato horizontal que passou a ser adotado recentemente já traz bons resultados e muito interesse dos profissionais de todo Brasil, em menos de dois meses a APP já expandiu suas atividades nas regiões do ABC Paulista, Bauru (SP), Marília (SP), Litoral Paulista, São José do Rio Preto (SP), Vale do Paraíba (SP), Uberlândia (MG), Vitória da Conquista (BA), Belém (PA) e Goiânia (GO), proporcionando o aumento da atuação da associação.

 “A Diretoria Executiva Nacional visa dar voz e promover o networking e integração com profissionais das principias cidades do país, visando a troca de experiências e o compartilhamento de ações de interesse nacional”, destaca Toni Valente, diretor da APP Brasil. “Diferentemente do formato vertical, que consta com estatuto, sede, CNPJ, presidente, vice-presidente, conselho fiscal e de administração, o formato regional é horizontal e alinhado com a APP Brasil. Possui uma estrutura mais enxuta e formada por profissionais de diversos segmentos da comunicação, que compõem uma diretoria regional onde todos têm voz e se dedicam a fortalecer, apoiar e promover ações locais de interesse do mercado”.

Além das novas regionais, até então formalizadas, a APP conta com representantes constituídas que já possuem histórico de sucesso e representatividade em Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), Sorocaba (SP) e Mogi das Cruzes (SP), Maringá e Londrina (PR). Agora, essas unidades também estarão alinhadas com o novo formato, proporcionando a troca de experiências de ações consolidadas que já promovem. “Vamos seguir dialogando com as principais cidades do país, como já vem ocorrendo com Recife (PE), Vitória (ES), Joinville (SC), entre outras, para que possamos ampliar a representatividade da APP por todo o Brasil”, completa Toni Valente.

Outra iniciativa da associação é unificar o calendário de atividades de todas as APPs e ampliar o acesso dos eventos e ações para todo o país, a exemplo do evento “Os Eleitos”, idealizado pela APP Ribeirão, e do projeto da APP Campinas “Atitudes Inspiradoras”, criado durante a pandemia para divulgar as boas ações das empresas. “Ao unificarmos o calendário, oferecemos a possibilidade de mais profissionais terem acesso ao conteúdo de qualidade com os melhores nomes do mercado e que até então eram restritos a apenas alguns locais”, acrescenta Silvio Soledade.

FEEVALE

A Universidade Feevale realiza, em maio, a I Mostra Técnica, Artística e Cultural, com artistas brasileiros e estrangeiros. Com foco em inclusão e acessibilidade, as 59 obras inscritas têm um mix de opções acessíveis, como audiodescrição em espanhol, libras e descrição de imagens em português. O evento integra o Congresso Internacional de Diálogos Interdisciplinares (Cidi) e é organizado pelos docentes e alunos dos programas de pós-graduação (PPG) em Indústria Criativa, Processos e Manifestações Culturais e Diversidade Cultural e Inclusão Social da Instituição. A exposição virtual ocorre entre os dias 20 e 30 de maio no perfil do Instagram @conexaoculturalfeevale. 

O evento terá a participação de 28 artistas do Brasil, Peru e Espanha, com obras que transitam nas linguagens de desenho, escultura, fotografia, performance, pintura, videoarte, moda, textos (contos, crônicas e poesias), audiovisual e outros. A mostra conta, também, com a colaboração de instituições internacionais parceiras, como a Universidade de Múrcia, da Espanha, e a Universidade Toulouse Lautrec, do Peru. “Os trabalhos que serão apresentados enriquecem a internacionalização do evento, trazendo novos olhares e perspectivas para os alunos da Feevale, assim como para os acadêmicos das instituições parceiras”, ressalta a professora Laura Ribero Rueda, do PPG em Processos e Manifestações Culturais e uma das coordenadoras da exposição.

Todos os trabalhos inscritos na exposição pertencem a pós-graduados. Entre os brasileiros participantes, se destacam a artista plástica Magna Sperb e a artista visual Alexandra Eckert, ambas gaúchas e pós-graduadas pela Feevale. Segundo a professora Vanessa Valiati, do mestrado em Indústria Criativa e coordenadora da Mostra, a exposição quer evidenciar, aos alunos, que é possível produzir arte durante o processo de especialização acadêmica. “Uma das principais características da Mostra é o espírito colaborativo, desde a sua concepção até a participação fundamental dos discentes dos diversos graus de formação, do doutorado à iniciação científica”, afirma.

Com uma equipe de 20 voluntários, a organização do evento foi construída totalmente on-line. Para France Amaral, organizadora da Mostra e doutoranda do PPG em Diversidade Cultural e Inclusão Social, o ambiente virtual possibilitou a presença de artistas e instituições internacionais e a inclusão de experimentações de acessibilidade para pessoas com deficiência, que contemplem falantes de português e espanhol. “Como o tema da exposição é livre, utilizamos como eixo condutor a temática da acessibilidade. A inclusão é importante e deve circular em todos os eventos, principalmente nos culturais, que tem essa virtude de aproximação e integração por meio da arte”, explica.

SERVIÇO:
I Mostra Técnica, Artística e Cultural, integrante do III Cidi da Universidade Feevale
Datas: 20 de maio (exposição com brasileiros e acessibilidade de libras e descrição de imagem); 25 de maio (exposição com peruanos e acessibilidade de descrição de imagem); e 28 de maio (exposição com espanhóis e acessibilidade de audiodescrição e descrição de imagem)
Local: Instagram @conexaoculturalfeevale

Sobre o Cidi

O III Cidi – Congresso Internacional de Diálogos Interdisciplinares: comunicação digital e futuros possíveis; IV Congresso de Indústria Criativa e V Seminário Internacional de Diversidade Cultural e Inclusão Social acontecem, de forma on-line, nos dias 20 e 21 de maio. Os eventos têm como objetivo proporcionar um espaço de reflexão interdisciplinar sobre o desenvolvimento da pesquisa científica na mediação das relações sociais. As palestras terão a participação de pesquisadores internacionais, professores e coordenadores da Universidade Feevale. Mais informações podem ser obtidas no site www.feevale.br/cidi2021.

CHACOALHA

O programa Chacoalha da última quarta-feira (12/05), promovido pela FENAPRO (Federação Nacional das Agências de Propaganda), teve como convidado o sócio e diretor da Binder, Lucas Daibert, que, em bate-papo com o presidente da Fenapro, Daniel Queiroz, trouxe insights inspirados na NRF 2021 – o maior e mais importante evento do setor do varejo no mundo -, com análises e dados sobre as mudanças sociais e econômicas do Brasil e do mundo, além de exemplos de marcas que estão conseguindo sobreviver e até crescer neste momento de pandemia.

Com o tema ‘BTrends: Negócios Transformados para o Próximo Normal’,Daibert iniciou a apresentação contextualizando o que seria o “próximo normal”. Ele destacou as mudanças profundas na sociedade provocadas pela pandemia da Covid-19 e o rápido avanço da tecnologia. “Esta mudança está mais acelerada, e este novo normal também será provisório. Além da Covid, a tecnologia vai continuar alterando profundamente a nossa realidade e, assim, teremos sempre um próximo normal, sendo necessário estarmos preparados para este cenário”, disse.

Sobre os novos hábitos de compra no mundo, Daibert destacou o alto percentual de consumidores que migraram para o e-commerce. Nos Estados Unidos, as vendas online somam 24% de participação, número duas vezes maior em relação ao período pré-pandemia. Na China, a participação passou de 24% para 38%, e o live commerce já responde por 11% do e-commerce total. Outros dados mostram que 48% dos consumidores descobriram novas marcas por meio das mídias digitais e 41% dizem não querer voltar a fazer compras como faziam antes da pandemia.

A respeito do impacto da pandemia na vida dos brasileiros, Daibert apresentou dados que mostram que 80% das pessoas tornaram-se mais estressadas e ansiosas – a média mundial é de 30%. O trabalho remoto mostrou-se ainda um privilégio das classes A e B, com uma em cada três pessoas com maiores salários trabalhando em casa. Entre as camadas mais pobres, a proporção cai para um em cada dez. O desemprego atingiu quatro milhões de brasileiros, com as mulheres tendo 80% mais chances de perder o emprego devido a uma jornada dupla, e por estarem em setores mais afetados como turismo e educação.

Porém, apesar da forte crise sanitária e econômica, a digitalização no Brasil foi intensa. O País registrou um aumento de 70% no consumo de pacote de dados, apesar de 40 milhões de brasileiros não terem acesso à internet. A participação no e-commerce saltou de 5% para 11%, e 40% das compras na internet foram feitas por pessoas que usaram o e-commerce pela primeira vez. “O incremento na compra de serviços e produtos pela web no Brasil é ainda mais notável entre as mulheres, os mais maduros, os menos instruídos e os mais pobres”, afirmou.

E neste cenário, a grande questão é como as marcas podem se relacionar com estas pessoas? Para exemplificar, Daibert apresentou quatro comportamentos para os quais as marcas precisam ficar atentas. São eles: Be on the right side of history – estar do lado certo da história, ou seja, as marcas precisam fazer o propósito delas virar realidade, preocupar-se com as pessoas e estarem atentas às causas sociais -; Be frequent – ter uma presença mais frequente na vida das pessoas, principalmente pela assinatura de serviços, sendo que, agora, as tecnologias digitais fazem o modelo ficar mais simples -; Be everywhere -as marcas devem ocupar novos espaços, sejam eles digitais, como o live commerce, ou físicos, e quem escolhe o canal agora é o cliente, no momento e hora que lhe for mais conveniente -; Be ahead – as marcas devem desbravar novos territórios, desenvolver novas e improváveis parcerias, criar novos mercados, o que requer testar para aprender o mais rápido possível.

Por fim, ele também apresentou diversos cases de empresas alinhadas a estes comportamentos como Pepsico, Lowe´s, Walmart, Walgreens, Ben & Jerry´s, Procter & Gamble, Gillete, Nike, Unilever, entre outras.

A íntegra do Chacoalha está disponível neste link .

SBT

O “Masbah!” deste sábado, 22 de maio,véspera de Grenal, transporta o telespectador para os museus da dupla gaúcha, onde se encontram muitas memórias e conquistas do Grêmio e do Inter. A apresentadora Brunna Colossi mostra troféus, taças, camisas e verdadeiras raridades que nunca foram exibidas por ninguém.
O programa ainda dá dicas de roupas para usar no dia a dia no home office. Há mais de um ano, o trabalho em casa se tornou cada vez mais comum e algumas gafes, como participar de uma reunião de pijama, passaram a fazer parte da rotina. Com a ajuda de uma especialista no assunto, o Masbah! desvenda algumas situações e ajuda a criar looks com os estilos criativo, esportivo e clássico.

O “Masbah!” também confere de pertinho uma tendência chamada “Urban Jungle” que é um tipo de decoração com flores e folhagens super em alta nos apartamentos e casas do mundo todo. Para entender melhor isso, Brunna conversa com uma especialista no assunto e passeia por uma floricultura cheia de plantinhas diferentes.
No programa do “Anonymus Gourmet”, é dia de doces em dose dupla: “Bolo da Feira” e “Bolo da Vovó”.
O “Masbah!” é exibido aos sábados, a partir das 12h, e o “Anonymus Gourmet”, logo após, no SBT do Rio Grande do Sul.

MOBO

Num período tão difícil, o Mobo lança uma ação de solidariedade e responsabilidade social que renova esperanças em períodos como esse. O aplicativo, conhecido por ofertar cupons de desconto em gastronomia e lazer, passa a disponibilizar o cupom social, chamado de Cupom Anjo.

Na plataforma, o usuário escolhe uma das três faixas ofertadas – R$ 15,00, R$ 30,00 ou R$ 50,00 -, tendo possibilidade de baixar cupons de diferentes instituições. O valor doado pela pessoa vai diretamente para a entidade escolhida por ela, bastando seguir o passo a passo descrito no regulamento do cupom. Inicialmente, o Cupom Anjo está disponível apenas para Porto Alegre.

Para esta ação, o Mobo contratou uma Assistente Social que tem, entre outras atribuições, auxiliar na escolha das entidades contempladas e que fazem parte da aba social do aplicativo. A criação do Cupom Anjo possibilita os usuários ajudarem instituições sociais que necessitam de amparo financeiro neste momento. Dentre elas, Spaan (Sociedade Porto Alegrense de Auxílio aos Necessitados); Associação de Cegos Louis Braille; Associação dos Amigos, Artesão e Pescadores da Ilha da Pintada; Projeto WimBelemDon e Associação Pata Santa. Instituições interessadas em participar da aba Cupom Anjo no aplicativo, podem enviar e-mail para o endereço cupomanjo@mobo.com.br.

O Mobo, à disposição para sistemas Android e Apple iOS, é acessado semanalmente por mais de 20 mil usuários. Está presente no RS, na capital Porto Alegre, em Gramado, Canela, Litoral gaúcho e Vale dos Sinos, Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

O CONSUMIDOR QUE “DESISTE DE COMPRAR”

O número desses consumidores que navegam pela internet para comprar um produto e desistem no meio do caminho acabou caindo com a pandemia, mas ainda assim continua sendo um número alto. Segundo dados da consultoria eBit|Nielsen, entre dez pessoas, sete desistem da compra. Os dados ainda revelam que considerando a média anual, o e-commerce colaborou com 9% das vendas totais do varejo, em 2020, essa taxa em 2019 era de 5%.

São vários os motivos de abandono, desde pessoas que estão apenas pesquisando, algum tipo de fricção no momento da navegação, dúvidas comuns dos consumidores que não são respondidas ao longo do processo como custo do envio (frete), valor da compra insuficiente para frete grátis, prazo de entrega muito longo, pedido de criação de cadastro no site, falta de opções de pagamentos, indecisão, oportunidades na experiência, entre outros motivos.

E os softwares que acompanham o movimento do consumidor na loja online têm ajudado a recuperar, em média, um terço dos carrinhos dos varejistas. A solução vai desde estratégias de UX e CRO no site, resolvendo essas oportunidades ao longo da navegação, criando ações para aumentar a conversão até estratégias de lifecycle para reimpactar o cliente que abandonou o carrinho, não só por e-mail, SMS, push, mas inclusive por meio do vendedor da loja física, levando todos esses dados de carrinho e perfil do consumidor pra palma da mão do vendedor.

INSTITUTO CALDEIRA

Com o objetivo de fomentar oportunidades de negócio para as startups e gerar prosperidade e visibilidade para o ecossistema de inovação gaúcho, o Instituto Caldeira – hub que reúne iniciativas e parceiros ligados à nova economia -, e a Semente Negócios , empresa de aprendizagem empreendedora, se uniram para promover o Conecta Caldeira. O programa vai conectar startups de todo o Brasil às 40 empresas fundadoras do Instituto Caldeira, para solucionar seus desafios de negócio.

O primeiro tema da 2ª Edição do Conecta Caldeira é Recursos Humanos e as empresas buscando conexões com startups são: Banco Topázio, Grupo IESA, Grupo RBS, Kley Hertz Farmacêutica, Neugebauer e Sicredi.

Nesta chamada, que receberá inscrições até o dia 4 de junho, o Conecta Caldeira espera selecionar startups da área de recursos humanos que possam resolver 5 grandes desafios, sendo eles: comunicação interna e engajamento; sistemáticas e metodologias para avaliação e reconhecimento de performance; retenção e desenvolvimento de talentos; plataforma integrada de gestão de pessoas e experiência da jornada do colaborador.

Como pré-requisito, as startups interessadas precisam estar pelo menos em fase de tração, com um produto validado, além de ter aderência com os desafios propostos na tese. O detalhamento dos desafios e o regulamento do programa podem ser acessados no site http://institutocaldeira.org.br/conecta-caldeira e as inscrições são realizadas pela plataforma AxonHub.

A 2ª Edição do Conecta Cadeira terá seis temas, que serão lançados a cada dois meses, sendo os três primeiros: Recursos Humanos (abril a junho), Comercial e Vendas (junho a setembro), e Marketing e Experiência do Cliente (agosto a novembro). Cada um deles envolverá a participação de novas empresas do Instituto, desafios e startups selecionadas.

GLOBO

A equipe Globo que atua no desenvolvimento de negócios com agências do Rio Grande Sul, Santa Catarina e Paraná tem uma nova integrante. Juliana Duarte é a nova Executiva de Atendimento da diretoria de Negócios com Agências da Globo e atuará com dedicação exclusiva aos três estados da região sul do Brasil. A profissional chega para integrar a equipe liderada por André Vinícius, diretor de Negócios com Agências e trabalhará em parceria com Felipe Heimbeck, diretor de Negócios para Rio de Janeiro e Região Sul e Renan Blanco, Head de Negócios para a Região Sul.

Publicitária graduada pela ESPM/POA, pós-graduada em Negócios Digitais pela UniRitter e especialista em planejamento estratégico de mídia, Juliana soma mais de 15 anos de atuação e relacionamento com o mercado de comunicação do sul do Brasil.  Sua chegada à Globo é parte do modelo de relacionamento da empresa com mercados locais, cada vez mais próxima e atenta às demandas e necessidades específicas de cada região. Uma forma de trabalhar pensada para contribuir com o crescimento de todo o mercado, anunciantes e agências de todos os portes, em todas as regiões do país.

KANTAR IBOPE

A edição de maio do Data Stories, conteúdo temático produzido mensalmente pela Kantar IBOPE Media, explora os desafios das marcas no processo de comunicação para encontrar seu público-alvo em suas diferentes campanhas cross mídia e os impactos da atenção (ou falta dela) para a publicidade.

Nunca se produziu tanto conteúdo quanto agora, assim como nunca foi tão fácil ter acesso à informação. Hoje, é difícil estabelecer fronteiras entre diferentes mídias, já que todas se complementam e interagem entre si. Os estudos da empresa indicam que a tendência é o aumento de consumo de mídia: mais tempo e em mais lugares.

“Não à toa, houve um aumento considerável de marcas anunciantes nos últimos quatro anos, de 82.147 em 2017 para 95.295 em 2020. No entanto, a nossa capacidade de assimilar conteúdo não acompanha essa produção. Conquistar o olhar do público é um desejo para marcas e produtores de conteúdo”, explica Adriana Favaro, Diretora de Desenvolvimento de Negócios da Kantar IBOPE Media.

Em 5 anos, o percentual de pessoas que sempre prestam atenção à publicidade caiu 16%.

Além do contato com as marcas encontradas nos meios e na publicidade, as pessoas ainda convivem com outras fontes de informação, como amigos, familiares e experiências anteriores com a marca. Em média, cada pessoa usa 2,4 fontes de informação para decidir sobre uma compra. Em 2016, esse número era 2,2 em média.

“Em um cenário amplo de informação e mídia, marcas e anunciantes precisam se atentar a alguns pontos-chave para conquistar a atenção do consumidor: contexto no qual a publicidade é exibida; eficácia da mensagem passada, para que não seja muito repetitiva; e resiliência para gerar interesse nos consumidores após contato com as informações sobre a marca”, comenta Adriana.

Dados do estudo Dimension em 2020 mostram que 63% dos consumidores conectados preferem ver publicidade em plataformas que eles apreciam (contexto), 74% disseram ver várias vezes o mesmo anúncio e que é muito repetitivo (eficácia) e 53% buscam na internet as marcas que veem anunciadas (resiliência).

Confira mais na edição de maio do Data Stories. Disponível no site da Kantar IBOPE Media.

MÍDIA PROGRAMÁTICA

A mídia programática já recebe a grande maioria da receita de publicidade na internet, mais exatamente 85% de todo o investimento no ambiente digital. Esse é um dos apontamentos do estudo Brand Disruption 2020, publicado pelo IAB (Interactive Advertising Bureau) no ano passado. Os números são válidos para os Estados Unidos, mas dão uma boa pista de como se comporta o mercado global. E não é só isso. As compras resultantes de seu uso somaram US$79 bilhões no mercado norte-americano – um crescimento de 87% ante 2017, ano em que a pesquisa começou.

Mas o que exatamente é a mídia programática? Aqui vai um exemplo. “Com certeza você já pesquisou um produto na internet, e até chegou a colocá-lo no carrinho, mas não comprou. Depois, ele começa a aparecer nas suas redes sociais e nos portais de notícia. Isso não acontece por acaso, são um exemplo de mídia programática, no caso, a ferramenta chamada de retargeting”, explica Satye Inatomi, sócia da Jahe Marketing, assessoria especializada em soluções 360° de marketing em um só lugar. O foco da agência é atender empresas que buscam profissionalização da área e braço operacional.

De forma geral, a mídia programática é um tipo de mídia paga, como os anúncios tradicionais. No entanto, esse tipo de publicidade adiciona uma camada de inteligência artificial e conceitos de big data para atingir o público certo na hora certa.

Mas além de customizar a publicidade, quem resolve contratar esse tipo de serviço também ganha escala. Em vez de contatar diretamente um veículo de comunicação, por exemplo, para comprar um anúncio, a transação acontece por meio de plataformas tecnológicas. Com isso, é possível anunciar em diversos sites simultaneamente, garantindo alcance muito maior para a sua marca, com muito menos tempo de negociação. Na prática, o anunciante compra o alcance até um tipo de público, e não o espaço tradicional de publicidade.

Além disso, as plataformas de mídia programática contam com uma quantidade enorme de dados sobre quem acessa cada um desses endereços, permitindo uma segmentação detalhada do seu público, uma geração de insights efetivos para uma tomada de decisão, além de entregar resultados mais assertivos. No caso do retargeting, o consumidor recebe um anúncio de um produto que já pesquisou. Mas é possível direcionar outros tipos de peças publicitárias que podem chamar atenção de um potencial cliente.

“A diferença é que, agora, notamos que companhias voltadas à compra de espaços no ambiente digital estão se abrindo para empresas de pequeno e médio porte, que durante algum tempo, estavam no escanteio. Hoje sabemos que é viável uma trading desk, por exemplo, comportar cinco ou dez companhias menores em sua carteira de clientes, no mesmo espaço que anteriormente era ocupado por somente uma empresa de porte maior”, comenta Thaís Faccin, também sócia da Jahe Marketing.

Mas em um universo no qual muitas companhias estão voltadas à conversão de vendas em ambiente online, existe um desafio: não saturar a audiência com excesso de publicidade. “Sabemos dos desafios impostos pela pandemia, mas como toda ferramenta de marketing, é importante ter uma visão estratégica, e pensar também a médio e longo prazo. Aumentar a consciência da marca junto ao seu consumidor ideal não significa estar em todos os espaços possíveis, o tempo todo”.

Como entrar na mídia programática?

A melhor maneira de começar uma ação de mídia programática é trabalhar em conjunto com sua equipe de marketing, seja interna ou terceirizada. Com base nas peças e linguagem que vocês definiram, é hora de selecionar quais espaços digitais têm maior conexão com sua audiência.

Muitas vezes, o trabalho de compra de espaço para anúncios, na mídia programática, é efetuado por agências especializadas. São as tradings desks, empresas ou equipes internas em companhias de publicidade. São formadas por profissionais altamente especializados, que colocam em prática a compra de espaços publicitários com base nas informações que coletam em plataformas que acompanham a movimentação da audiência em sites e redes sociais.

Se está em dúvida, entenda que, provavelmente, a mídia programática pode sim ajudar seu negócio. Mesmo que o seu produto não seja voltado ao consumidor final. Construtoras, redes de farmácias, laboratórios e todo um público B2B (de empresa para empresa) está se voltando a esse mercado. Afinal de contas, todo mundo está na internet.

JOGOS

O In Game Advertising (IGA), da PMP.BID, é a forma mais inovadora de comprar mídia digital. De um modo imersivo e não-intrusivo, o anúncio é mostrado ao usuário de forma a simular a vida real, fortalecendo ainda mais o laço marca-consumidor e aumentando consideravelmente as métricas de lembrança de marca e consideração.

Diferente do estereótipo que ainda há no mercado, é o tipo de publicidade que pode ser feita por empresas de todos os segmentos. “Essa possibilidade existe inclusive por conta da nossa sofisticação na segmentação. Já trabalhamos até com anunciantes do ramo de bebidas, algo impensável até bem pouco tempo atrás, mas que amparados por nosso poder de dados, entraram sem medo no mundo dos jogos”, comenta Cynthya Rodrigues, Business Development Director, da PMP.BID. Esse tipo de anúncio é possível graças a um minucioso trabalho de segmentação por idade, interesse, gênero, etc., como ocorre numa campanha tradicional.

DIGITALKS

O Digitalks, empresa especialista em levar conhecimento e oportunidades de negócios por meio de eventos próprios, agora compartilha sua expertise e passa a oferecer seus serviços para as empresas que também desejam realizar seus próprios eventos.

“O segmento de eventos sofreu drasticamente no último ano. Para amenizar os efeitos da crise, nos reinventamos e transformamos o Expo Digitalks 2020. Conectamos um número bem maior de pessoas que não conseguiríamos reunir em um evento presencial. É justamente esta experiência bem-sucedida que queremos colocar à disposição das organizações que queiram desenvolver seus próprios eventos”, comenta Flávio Horta, CEO do Digitalks.

Desde agosto do ano passado, os eventos do Digitalks, sempre com foco em economia digital, aconteceram em um ambiente virtual e gratuito, com transmissão para outros países, como foi o caso do Global Summit 2020, em dezembro, que reuniu participantes de 14 países devido a transmissão online.

Pensando nas empresas que desejam se reinventar no mundo dos negócios e manter o engajamento com seus clientes, a equipe do Digitalks oferece uma experiência totalmente customizada e virtual, com salas online de networking e de negócios, em tempo real, e intervalos para descanso, de acordo com o cronograma da companhia.

Os eventos e lives podem ser remotos com apresentadores e palestrantes conectados a distância, estúdio parcial com apresentadores no local e palestrantes conectados remotamente, ou ainda em estúdio total com apresentadores e palestrantes no mesmo local, seguindo todas as normas de segurança. Além disso, o cliente escolhe se o evento será aberto ao público, sem cadastro prévio, com transmissão em redes sociais ou se adotará o modelo fechado, com cadastro prévio e transmissão em tempo real pela plataforma personalizada, seguindo a identidade da empresa.

A transmissão é realizada em uma plataforma profissional com recursos para audiência, patrocinadores e relatórios, criação de vinhetas e transição, máscaras de transmissão, produção dos GC’s e disponibilidade da gravação do evento para utilização posterior.

Embora o presencial seja muito atrativo, é importante que as empresas se empoderem de novos formatos. “Estamos aqui para apoiar as empresas a se diversificarem e se transformarem digitalmente, mostrando o quanto a tecnologia é uma aliada importante para a continuidade de seus negócios em um momento que ainda há muitas incertezas no setor de eventos”.

Para saber mais como fazer um evento com o Digitalks clique aqui.

A empresa conta também com uma programação incrível de novos serviços e parcerias para potencializar a geração de negócios, além de grandes eventos que já fazem parte da agenda do público, como o Digitalks Expo, Digitalks Global Summit e o Digitalks Executive .

FIQUE LIGADO E ANOTE NA AGENDA!

DIGITALKS EXECUTIVE
Evento online e gratito

Dados e tendências tecnológicas

Dias: 10 e 11 de junho, das 9h às 18h

Inscrições: http://bit.ly/3cctEgB

Sociedade e economia digital

Dias: 26 e 27 de outubro, das 9h às 18h

Inscrições: http://bit.ly/2OEol1y

“UMA SÓ GLOBO”

“Uma Só Globo” é o projeto de consolidação das operações de TV Globo, Globosat, Som Livre, Globo.com , Globoplay e DGCorp em uma única empresa, chamada Globo, que iniciou o processo de integração investindo em tecnologia.

Desde 2018 e em conjunto com a Accenture , a Globo vem passando por uma transformação interna e buscando mais ganhos de eficiência operacional, agilidade e aprimoramento do fluxo de informações estratégicas e administrativas. Durante o andamento do “Uma Só Globo”, por recomendação da Accenture, fez-se necessária a modernização tecnológica alinhada com o propósito e as soluções da Oracle entraram em cena.

Com essa iniciativa, alinhando todos os negócios e processos internos, como recursos artísticos, mídias, criação e produção de conteúdos, programação e exibição, entre outros; o foco é continuar mantendo a excelência nos serviços de para seu público.

“As ofertas apresentadas para o projeto nos ajudarão a modernizar o que já temos de bom. Estamos quebrando paradigmas e transformando, tanto na gestão como na tecnologia, com a digitalização de nossos processos. Estamos caminhando para unificação de diversas atividades provendo a experiência fluida em um sistema único, sem silos”, destaca Renata Pessoa, diretora de Soluções Corporativas, da Globo.

A simplificação é um dos motes do projeto. Do lado administrativo, com o Oracle ERP Cloud , atividades rotineiras, como por exemplo, aprovações de compras ou relatórios de despesas; passam a ser menos complexos e ágeis em todos os níveis. O modelo trará a flexibilidade, agilidade na implantação e automação, bem como redução de dos custos com TI. Com isso, a equipe interna pode estar mais dedicada a temas estratégicos sem demandas muito operacionais.

A inovação transparece nesse momento de transformação sempre com foco em características, tanto dos consumidores quanto da empresa, que se destaca como uma MediaTech, que agrega conteúdo com recursos tecnológicos. “Por isso, a empresa decidiu modernizar com a migração de seus sistemas para nuvem, levantando a novos patamares de escalabilidade, flexibilidade, segurança e possibilidade de trabalho diverso com parceiros”, comenta Renata.

Outro pilar fica por conta das mudanças na dimensão de Recursos Humanos. A solução Oracle HCM Cloud passa a gerenciar a interação e promoverá uma nova experiência para os colaboradores, contando com conhecimento, treinamentos, avaliação de desempenho e produtividade.

“A Globo mostra, com essa inicativa, um caminho certeiro para a digitalização de seus negócios, adotando uma solução Cloud Native com acelerado Time to Market de novas funcionalidades. Ficamos honrados em poder colaborar com essa jornada da maior empresa de mídia da América do Sul aportando conhecimento no segmento de Media e nas soluções de nuvem”, comenta Luís Bonilauri, diretor da Accenture América Latina em Produtos de Mídia e Comunicação.

Para Alexandre Maioral, vice-presidente de Aplicativos da Oracle do Brasil, é um privilégio poder contribuir com a transformação dos desafios da Globo em oportunidades a caminho da inovação. Estamos unidos levando uma tecnologia extremamente moderna na nuvem para que o “Uma Só Globo” se torne uma realidade”, afirma Maioral.

OLX ADS CHALLENGE

O mercado publicitário consolidou um espaço inovador nos últimos tempos, e visando a promoção e desenvolvimento de profissionais na mídia, a OLX, uma das maiores plataformas de compra e venda online do país, anuncia o programa de incentivo OLX ADS Challenge, que além de trazer conteúdo específico para o mercado de mídia online, também fortalece a parceria com os times comerciais, com foco nos profissionais de Mídias e Planejamento das empresas e agências de publicidade. O projeto é desenvolvido em parceria com a agência Joy Eventos.

A plataforma do programa OLX ADS Challenge traz conteúdos específicos de estratégias de marketing, como práticas que melhoram as visualizações de anúncios em datas comerciais; mapeamento de tendências, recolhendo e desenvolvendo pesquisas de comportamentos dos consumidores; além de dinâmicas e quizzes com conteúdos exclusivos. Com isso, os participantes realizam desafios e acumulam pontuações em formato de game, podendo até mesmo ganhar prêmios durante as etapas, de acordo com os pontos.

Ao realizar o cadastro, o participante já inicia uma pontuação e os primeiros inscritos recebem um kit de boas-vindas. A cada trimestre, os usuários mais ativos da plataforma serão reconhecidos com prêmios, que vão desde experiências – jantares, aulas -, cursos, crédito na OLX Pay; e na premiação final, quem tiver a maior pontuação no ranking durante o ano, ganhará um iPhone 12 e ainda poderá levar um par de fones de ouvido bluetooth da Bose.

“Além de apoiar nossos parceiros da área de publicidade com informações e conteúdos relevantes para a tomada de decisão de investimentos em mídia, queremos estar ainda mais próximos deste público, adaptando as iniciativas presenciais realizadas antes da pandemia para o ambiente virtual”, comenta Sandra Montes, Vice-Presidente de Marketing da OLX.

As instruções para participar do OLX ADS Challenge podem ser conferidas em http://www.olxadschallenge.com.br .

EXPERIÊNCIA DO CLIENTE

Atualmente, o grande desafio de muitas marcas é conseguir gerar uma experiência tão encantadora aos seus clientes para que isso se torne sua melhor propaganda. Porém, vale lembrar que cliente satisfeito é diferente do que um cliente encantado. O satisfeito gosta do produto e acha o serviço “ok”, já o encantado é aquele que está tão feliz, que se torna leal a marca, a defende e se esforça para continuar comprando porque na realidade o que ele adquiriu foi uma ótima experiência.

Segundo McKinsey, empresa de consultoria empresarial americana, 70% da experiência de compra de um cliente se baseia na forma com que ele é tratado, onde algumas vezes o produto em si e seu preço acabam ficando em segundo plano. Ou seja, para que seu negócio tenha sucesso, é necessário que as marcas coloquem seu cliente como centro do negócio e ofereça de fato uma experiência encantadora ao seu consumidor.

Para ajudar nesse cenário, Gisele Paula, CEO do Instituto Cliente Feliz, empresa que aplica soluções e metodologias para melhorar a experiência de marcas com seus clientes, listou abaixo cinco dicas de como as companhias podem ganhar mais competitividade, investindo de forma correta em ações focadas na experiência de seus clientes.

1. Valorize o tempo do cliente
Mesmo que o consumidor esteja cada vez mais conectado, o tempo dele é muito precioso e é desta maneira que precisa ser encarada pelas marcas. Isso porque, em determinados momentos da sua jornada, ele não quer gastar os minutos que tem para ligar na empresa para ser atendido ou resolver algo. Por isso, é fundamental que se crie ações para que seja reduzido o esforço do cliente e o tempo que ele gasta para falar com sua marca.

2. Confie mais no seu cliente
Atualmente, confiar em uma pessoa tem se tornado um dos principais desafios e no mundo do negócio não é diferente. Isso é essencial para garantir um estreitamento na relação marca, consumidor e do serviço/produto que você oferece. Entenda que quase 100% dos clientes são honestos, se você fixar na pequena parcela que não é, você só irá atrair esse tipo de público que irá querer alguma coisa a mais ou agir de má fé.

3. Tenha um atendimento humanizado
Não se esqueça que do outro lado do “balcão” tem uma pessoa com sentimentos e que passou a valorizar mais habilidades como cordialidade, empatia e respeito assim como você. Diversos estudos comprovam que marcas humanizadas criam mais engajamento e conexão com seus clientes. Então, deixe de ser tão formal na hora de falar com seus consumidores.

4. Entregue 100% o que prometeu
Aumentar o nível de entrega ao cliente é a melhor forma de superar suas expectativas. Por este motivo, é fundamental que nesta matemática você garanta que tudo que foi prometido a ele seja realmente entregue como ele espera.

5. Deixe o cliente participar
É comprovado que os clientes se sentem valorizados quando são ouvidos. Deixem que eles participem da operação, peça feedbacks e o faça sentir que é, realmente, uma peça importante para seu negócio e que sua intenção é ouvir sua opinião para melhorar algo ou oferecer algo mais.

APP DOWING

Sempre buscando entregar aos usuários conteúdos relevantes, inovações e ferramentas capazes de auxiliar na evolução pessoal e profissional, o Dowing fará a primeira live, em 18 de maio, a partir das 19h, no Instagram do aplicativo – @dowingapp –, terá como convidada a coach Vivian Schell. Graduada em Administração e empreendedora, trabalhou em diferentes áreas da indústria e de serviços, encontrando na atividade de coaching sua satisfação profissional. Ela abordará o tema “Como dar feedback”.

Feedback é o ato de oferecer a sua opinião e visão sobre alguma situação com o objetivo de trazer crescimento para aquele que o recebe. Ou seja, é dar retorno com informação relevante, a fim de nutrir. O feedback, segundo a coach Vivian, possibilita uma visão mais clara e maior entendimento sobre os comportamentos de cada um, sejam pessoais ou profissionais, e se eles estão alinhados com os objetivos. “Dar feedback possibilita ao indivíduo corrigir rotas e seguir mais firme na direção correta”, enfatiza Vivian Schell. 

Entre as diversas técnicas existentes para realizar feedback, a que a profissional prefere é a chamada SCI. Nesta metodologia é descrita a Situação e o contexto observados, qual foi o Comportamento verificado e o Impacto que ele causou. “Gosto sempre de ressaltar que independente da forma escolhida, sugiro sempre realizá-la usando a Comunicação Não Violenta (CNV)”, alerta.

Ela reitera ainda sobre a importância de se dar feedback às pessoas em todas as situações em que um comportamento importante for observado, seja ele positivo ou negativo, atrelado a um esforço e/ou a um resultado final. Vivian evidencia que muitas vezes o feedback acaba sendo associado à crítica negativa, e muitos gestores realizam essa comunicação com pouca frequência, apenas para indicar pontos de melhoria.

No entanto, comenta a coach, deve-se lembrar que a prática serve também para reforçar comportamentos positivos. Conforme a Linha de Losada, destaca a profissional, para cada interação negativa são necessárias seis interações positivas para que as equipes obtenham o desempenho máximo. “Isso quer dizer que para cada feedback corretivo, é importante realizar de três a seis feedbacks positivos para obter engajamento e produtividade”, salienta Vivian.

A plataforma Dowing, no mercado desde 2019, é disposta em ciclos de autodesenvolvimento, conteúdo e sessões online sob demanda e com horário marcado com psicólogos, mentores, terapeutas e coachs. O app é baseado em metodologia própria e une técnicas de coaching, mentoria e consultoria. Está disponível para Android e iOS.

GRUPO TROCA LOGÍSTICA

Há quase três décadas rodando nas estradas do Brasil, o Grupo Troca Logística, com sede em Porto Alegre (RS), apresenta ao mercado o seu novo vídeo institucional. A partir de um projeto arrojado de crescimento, a empresa tem trabalhado na operação de marketing focada em estratégias comerciais integradas. Sob a gestão da especialista em Marketing, Fabiane Chemale, o vídeo foi desenvolvido a partir da aquisição de 40 veículos, sendo 10 carretas e 30 de menor porte, que vêm sendo incorporados à frota de mais de 200 unidades, atualizadas de forma sistemática. “O vídeo traduz a solidez e a experiência do Grupo, que busca constantemente conhecer o funcionamento do negócio dos clientes”, destaca Fabiane.

A captação das imagens em um momento de pandemia e restrições tornou-se mais um desafio logístico a ser cumprido. Muitos obstáculos foram vencidos para a obtenção das imagens que mostram diversas carretas em movimento na Freeway (trecho inicial da BR-290), em um dia ensolarado. Conseguir que carretas e motoristas categoria E estivessem disponíveis ao mesmo tempo, em um sábado, único dia possível para a empresa, configurou importante demanda da produção. “Tivemos que cancelar a data algumas vezes, devido às restrições da bandeira preta imposta ao Rio Grande do Sul”, lembra a gestora que dividiu as responsabilidades do trabalho com o Gestor de Frota, Marcus Pacheco. “Aproveitar o momento certo fez com que toda a equipe envolvida se esmerasse ainda mais para que tudo desse certo”, destaca Pacheco, responsável pela gestão de carretas e motoristas.

Com nove filiais, localizadas em quatro Estados brasileiros e operando um serviço de entregas via aéreo, o Grupo Troca escolheu justamente os trechos mais bonitos da Freeway, que costeiam a Lagoa dos Barros, em Osório, para compor o cenário do seu primeiro vídeo institucional, reafirmando sua origem e também uma mensagem de otimismo e confiança no trabalho de sua equipe. 

 Ficha Técnica: 

Roteiro: Departamento de Marketing Grupo Troca Logística

Captação: Película Vídeo Design

Edição: Imagens: Cesar Stülp e Rogério Júnior

Direção fotografia: Cesar Stülp

Edição: Robson Ebert

Finalização: Rodrigo Stülp

Aprovação final: Departamento de Marketing Grupo Troca Logística 

LEIA MAIS:

Destaque: Nizan Guanaes no mundo Tech e seu mais novo investimento: a Aegro

Especial: Covid-19 Consumer Pulse

Artigos: Silvio Teitelbaum, José Maurício Pires Alves, Kátya Desessards, Alexandre Resende, Ricardo Viveiros, Leo Del Castillo e Luciano Busato Vignoli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *