Warning: mysqli_query(): (HY000/1194): Table 'col_wfConfig' is marked as crashed and should be repaired in /home/colunadonene/www/wp-includes/wp-db.php on line 2056

Warning: mysqli_query(): (HY000/1194): Table 'col_wfConfig' is marked as crashed and should be repaired in /home/colunadonene/www/wp-includes/wp-db.php on line 2056

Warning: mysqli_query(): (HY000/1194): Table 'col_wfConfig' is marked as crashed and should be repaired in /home/colunadonene/www/wp-includes/wp-db.php on line 2056

Warning: mysqli_query(): (HY000/1194): Table 'col_wfConfig' is marked as crashed and should be repaired in /home/colunadonene/www/wp-includes/wp-db.php on line 2056
Marc Kaplan - 30.07.2021 - Coluna do Nene

Marc Kaplan – 30.07.2021

COMO AS REDES SOCIAIS INFLUENCIAM NOSSA AUTOESTIMA NA PANDEMIA

Por Marc Kaplan, CEO e cofundador da ChekMarc, Inc

Historicamente, as pessoas interagiam apenas com as que estavam fisicamente próximas, porque essa é a única opção que estava disponível para elas. Em seguida, veio a evolução do correio e telegramas, e facilitou a interação e comunicação, apesar da separação à distância. Ainda assim, em todas essas situações, as pessoas estavam se comunicando amplamente com aqueles que já conheciam. Hoje, com a disponibilidade da internet, a comunicação quase não tem barreiras – como proximidade física ou conhecimento de endereços de correspondência – e as comunidades se formam com uma frequência e velocidade sem precedentes. Esse maior acesso e capacidade de se comunicar quando você quiser, como quiser e onde quiser tem um poder incrível de aumentar o nível de conectividade e pertencimento que podemos sentir. Ele tem o poder de enriquecer a geração de ideias, resolver problemas mais rapidamente e compartilhar informações em redes amplas. Com isso, ele também tem a capacidade de promover interações positivas, sentimentos positivos a partir dessas interações e relacionamentos positivos a partir dessas interações.

Infelizmente, tem havido uma desvantagem substancial no desenvolvimento dessas comunidades online, impulsionada por um comportamento que julga, ataca, rebaixa e deprecia as pessoas. Esse tipo de comportamento tem prejudicado a psique de milhões de indivíduos, fazendo com que as pessoas que ingressam em comunidades se envolvam principalmente com outras pessoas e se sintam deprimidas, ansiosas, sozinhas e/ou com raiva. Em vez de focar nas razões pelas quais muitas dessas comunidades se transformaram em experiências negativas para as pessoas, seria benéfico discutir 4 princípios importantes sobre as interações da comunidade e que influenciam positivamente na autoestima.

Princípio # 1: Respeito pelos outros

Os grupos são, por definição, compostos por indivíduos, e cada indivíduo tem opiniões e perspectivas diferentes. Essas diferenças são poderosas e fazem com que o valor de um grupo seja maior do que a soma dos indivíduos. Aproveitar e valorizar essas diferenças só pode acontecer quando há respeito por essas diferenças. 

Princípio # 2: Zona de Não Julgamento

Inerente ao respeito pelos outros, é a criação de um lugar seguro para compartilhar pensamentos, opiniões e ideias. Um dos valores mais poderosos das comunidades é a ideação que acontece. Nada impede a ideação mais do que comentários e/ou julgamentos negativos. A diversidade de pensamento nesses grupos cria um valor tremendo, mas apenas quando as pessoas se sentem psicologicamente seguras para compartilhar suas perspectivas sem serem julgadas. 

Princípio # 3: Pequenas vozes importam

Vozes pequenas são aquelas que não falam com frequência e às vezes precisam de uma opinião. Em grupos online, as grandes vozes de alguns podem dominar as pequenas vozes de muitos. Dar espaço e tempo, e chamar as pequenas vozes para falar, cria um impacto que muitas vezes é igualmente, senão mais valioso para o grupo. Este impacto é altamente valioso, criando um grupo dinâmico, energizado e altamente coeso porque gera uma diversidade de pensamento entre todas as personalidades.

Princípio #4: Empatia é importante

As comunidades online geralmente são formadas por estranhos que estão interagindo pela primeira vez e criam uma oportunidade para uma frequência de comunicação que muitas vezes supera aquela com a família e amigos. Ao responder e comunicar uns com os outros online de uma forma que mostra empatia ajuda as pessoas a se sentirem compreendidas e cria um sentimento de confiança e vontade de se envolver. 

Por que isso importa?

A experiência nesses grupos pode moldar desproporcionalmente nossa auto-visão. Grupos que adotam princípios orientadores como os acima, conduzem interações positivas online, moldam de forma mais positiva nosso senso de identidade. Isso, por sua vez, cria um ambiente online onde as pessoas são energizadas para interagir e se sentem capacitadas para se engajar, e podemos voltar ao poder positivo da comunicação, onde construímos uns aos outros. Os grupos que mantiverem esses princípios também obterão melhores resultados com essas interações, uma vez que o cerne dos avanços é a capacidade de sintetizar diferentes perspectivas e ideias de maneira construtiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *