MAIS UM ANO DE PANDEMIA – 16.04.2021

Há pouco mais de um ano atrás, nossas vidas foram atravessadas pela presença de uma ameaça desconhecida e invisível. Perdidos e desorientados, buscávamos sem sucesso alguma informação mais consistente que nos apontasse uma melhor maneira de combatermos esse mal. Mesmo agora, diante de todo o período transposto, não é incomum que continuemos inseguros ao enfrentar a falta de um direcionamento preciso.

Ao lidarmos com uma situação singular, tendemos a buscar referências anteriores que possam nos ajudar a balizar as novas experiências ou a seguir determinações provenientes daqueles que consideramos autoridades no assunto em questão. No entanto, enraíza-se no Brasil uma crescente polarização sobre os protocolos a serem seguidos na medida em que a pandemia se estende por um período continuado.

Sem uma sustentação prévia, tendemos a nos apoiar naqueles que julgamos possuir um maior domínio sobre o tema, por vezes, seguindo suas orientações de forma irrefletida. Nos comportamos assim, de um modo cada vez mais impessoal, nos distanciando muitas vezes da lógica, do bom senso e da coletividade ao buscarmos aplacar,a qualquer custo, a angústia que se potencializa em meio àquilo que não conseguimos controlar ou contornar.

Todos nós fomos atingidos, em algum grau, pelo Covid e não há possibilidade de passar intacto por tudo o que vem ocorrendo. É necessário que, cada vez mais, tomemos consciência de seu valor inestimável para a sustentação do nosso bem estar integral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *