José Maurício Pires Alves – 26.11.2021

AMAR OU SER AMADO?

Por José Maurício Pires Alves, Diretor Cultural da APP e CEO da Atalho Soluções em Comunicação

Outro dia um amigo propôs um tema a ser bordado em minhas crônicas: o que é melhor, amar ou ser amado?

Isto já foi muito pensado, muito falado, mas vou tentar aqui, fazer vocês pensarem no assunto.

Vamos partir do princípio de que viver com amor é muito bom e quem ama e crê que é amado é ótimo.

Será que alguém não gosta de ser amado? Tem gente que acha que não precisa. Será verdade?

O ruim é não ser correspondido. Quando jovem passei muito por esta situação e não foi fácil.

Como dizia aquela velha canção, é duro ver seu amor nos braços de outro qualquer…

E que vocês acham de morrer de amor?

Isto até tem nome, chama-se Cardiopatia de Takotsubo e é uma espécie de enfarte do miocárdio, ou síndrome do “coração partido”.

Parece que tudo se resolve na premissa: quem ama dá e quem é amado recebe.

E amar é aceitar a outra pessoa como ela é.

O importante, gente amiga, é ser feliz em qualquer situação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *